Review**Stool Pigeon

“Dedo-Duro” –  mesmo com um titulo desses – acredite eu assisti e analisei:

Stool Pigeon - Dante Lam

Bem titulo um tanto comico a parte vamos ao “plot” do filme em questão, Stool Pigeon é um daqueles filmes de policia VS crime organizado de Hong Kong – pois bem se a primeira coisa que se passou pela cabeça foram aquelas produções baratas ou de experimentação que o brasil importava na decada de oitenta e dublavam que nem a cara da mãe do tradutor – ERRADO (se bem que tem filme daquele que é bom sim), antes de continuarmos diria para fazerem uma busca no http://www.youtube.com  caso não saiba o que pode ser um filme de policial de Hong Kong, busque sobre diretores como John Woo,Dante Lam e outros, filmes como Hard Boiled, Beast Cops etc.

Para aqueles que pensam em cinema quando ouvem a palvra Tequila, posso continuar pois ja estamos esclarecidos sobre o que o longa se trata. 🙂

O sofrido detetive Lee

Dante Lam (Fire of Conscience e Beast Cops) é o cabeça por traz desta e de outras produções do genero no cinema de hong kong, e é conhecido pelo elogiado Beast Cops (1998) filme que colocava Anthony Wong e Michael Wong como os tiras Bad Ass de Hong Kong (para quem acha que Dia de Treinamento foi bom, ainda não viu o que originou ele – não desqualificando o grande D.W). Apesar de ser um excelente diretor suas ultimas produções não foram tão incriveis como a que o trouxe a fama, sofrendo com isso fomos mostrados a muitos clichês de situações como em The Beast Stalker e no mais recente Fire of Conscience, clichês esses que não tiram a qualidade em geral mas muitos se sentem desapontados quanto a isso; em Stool Pigeon vemos a excelencia e a comodidade como o diretor narra esse tipo de história não deixando a peteca cair mesmo com tantos clichês.

O filme  narra a história do detetive Don Lee (Nick Cheung), o qual se utiliza muito da artimanha de um “Dedo-Duro” para pegar quadrilhas, ele paga a um informante para fazer o trabalho de coletar informações da policia, esse “inside job” (travalho interno) por muitas vezes destroi a vida do informante remunerado, acabando com sua própria vida ou mesmo sua vida social, pois quando a operação de captura da quadrilha não surti efeito e o informante é descoberto o mesmo fica marcado para morte. Lee fica com muito remorso dessa parte do seu trabalho se sentindo culpado pela destruição que causou na vida de um dos seus ultimos informantes, deixando ele excluso da sociedade, com medo, sem familia, fora os ferimentos fisicos que o mesmo sofreu; mas mesmo assim para o bem maior da captura e fazer o seu trabalho de policial ele continua com sua estratégia de investigação, um ano após o ultimo informante ter sofrido “um plano errado” Lee contrata outro o ladrão de carros Ghost Jr (Nicholas Tse), que é chantageado por Lee pois precisa do dinheiro para tirar sua irmã da prostituição que ela esta por não conseguir pagar uma antiga divida do pai. Ghost então mesmo que contra sua vontade própria faz a parceria desejada por Lee para junto desmantelarem uma quadrilha de assaltantes de joias. Lá Ghost se encontra com Dee (Lun Mei Kwai) a “mulher” do líder da quadrilha chamado Barbarian (Lu Yi), a relação dos dois, a vida pessoal de Lee e muita mudança nos planos irão colocar em risco todo o trabalho interno.

Lunmei Kwai como a desiludida Dee - isso é foto BAD ASS

Pela sinopse notamos um enredo que apenas um diretor muito ruim não conseguiria desenvolver, simplesmente por que é a formula basica para o genero: “policial+informante+mulher que ferra o informante(em alguns casos)+o vilão= vai dar merda” – Simples assim. No entanto tanto o enredo do escritor Jack Ng consegue fazer tudo de maneira sutil, tudo o que acontece é clichê mas tudo é contado de forma que se encaixa bem, os toques partculares nas vidas dos personagens nos remetem a importância que isso tem em um enredo, sem isso não teriamos a simpátia pelos mesmos. Os problemas na vida particular do detetive Lee, seu trabalho onde ele se ve forçado a destruir vidas o destruindo por dentro, o drama de Ghost em querer fazer o melhor para sua irmã em reconstruir a vida pondo sua própria em risco, a pobre Dee esposa do bandido Barbarian sofrendo na mão dele onde lhe falta carinho, e sonhando com o principe encantado e uma vida melhor, a sidestory do informante anterior a Ghost que sofre com o medo de viver se escondendo; toda essa riquezas que não tratam exatamente do objetivo policial do filme traz uma simpatia a mais para os personagens e ao passar da primeira hora de filme já estamos nos preocupando no que vai acontecer e temendo o que pode não acontecer.

Atmosfera Dark e excelente qualidade técnica

O filme é um brinco para os olhos, mantendo a qualidade técnica das produções de Dante Lam, mas dessa vez notamos algo que faltou em The Beast Stalker e Fire of Conscience, que é a atmosfera pesada e obscura, as ruas estreitas e a sujeira de uma Hong Kong pobre e marginalizada, uma visão que é o esteriótipo dos filmes do genero e nesse esta devolta assim como era em Beast Cops. Um ponto interessante desse filme são suas cenas de violência que desde Beast Cops o diretor estava devendo a verdade sob certas situações, o filme tem cenas de esfaqueamentos e mortes muito reais e o mais chocante nessas cenas são o pânico que passam para seus personagens deixando o espectador agonizando na frente da tela sabendo que os personagens estão desesperados a beira da morte; não que violência em demasiado seja o que um bom thriller policial precise, mas no caso Dante Lam é excelente então é um fator a se considerar e reconsiderar.

Nicholas Tse e Lunmei Kwai ajudando Dante Lam a correr atrás de um novo Beast Cops e conseguindo

Por fim ao terminar Stool Pigeon ficamos satifeitos por sermos brindados com um filme divertido, que prende atenção, possui personagens carismáticos, que tem seus por menores em originalidade ou mudança nas situações mas ainda assim mantêm um alto pádrão que Dante Lam sabe fazer muito bem. Não é nenhum Beast Cops mas até merecia um Beast no nome.

Nota 9.0 

Trailer:

 

Anúncios