Review**Au revoir Taipei

Sabe um daqueles filmes que você espera, espera, espera… para ver; foi o caso desse longa que vou comentar a seguir; esperei muito por esse lançamento esse ano, Au revoir Taipei “uma comédia não tão engraçada” que “faz rir”.

Au revoir Taipei lançamento 2010

Estrelando Amber Kuo (revelação), Jacky Yao,  Ko Yue-Lun, Chiang Kang-Che, Jacky Kao, Frankie Gao, Peggy Zeng Pei-Yu, Vera Yan entre outros o filme é dirigido por Arvin Chen, e para quem acompanha festivais de cinema asiático ou mesmos europeus talvez tenha ouvido falar nesse Au revoir Taipei, que arrancou alguns prêmios e boas críticas ao redor do mundo.

A simpática Susie

“Se Paris é a cidade do amor… que cidade é Taipei?”, é com uma frase dessas que começa o filme em questão e ficamos nos perguntando no momento o que ela realmente significa, mas conforme vamos “degustando” a história compreendemos totalmente o significado dessa frase. Em  Au Revoir Taipei o diretor e todos os envolvidos no projeto apesar de nos apresentarem uma ótima história procuram ao maximo enfatizar o cenário, a cidade, mas sem ser brega como em musicais da Brodway (não que eu não goste), e logo percebemos que é mais um filme de atmosfera do que qualquer outra coisa.

Kai na livraria onde se auto-ensina francês

A história conta a história de Kai(Jack Yao) que sonha em conseguir dinheiro para viajar para Paris seguindo os passos de sua namorada; ele tenta aprender francês por conta própria, tenta arrumar dinheiro de diversas maneiras, e liga de hora em hora para a namorada do outro lado do mundo, em seu dia a dia na livraria aprendendo francês com dicionários ele conhece a atendente Susie (Amber Kuo), uma garota muito feliz da vida, otimista e absurdamente simpática, que puxa assunto com o rapaz curiosa com o fato dele querer tanto aprender francês e ir todos os dias ler dicionários na livraria e nunca compra-los de fato. Porém tudo se transforma numa grande confusão (momento Sessão da Tarde esse meu) quando Kai decide fazer um serviço para o chefe da gangue local que quer se aposentar Frankie Gao, o amigo de Kai, Gao Gao é seqüestrado pelos homens de Frankie sem o conhecimento do mesmo, Kai se sentindo culpado acaba indo atras do amigo contando com a ajuda de sua recente amiga Susie, tudo isso numa bela noite em Taipei.

os laranjas

Acho que a melhor palavra para descrever Au Revoir Taipei é “SIMPLES”, tudo no filme é simples, tanto tecnicamente como em enredo, dialogos, personagens,clichês, piadas; temos um bom leque de situações em uma unica noite em Taipei, situações que se desenrolam de maneira cômica é como uma comédia, porém isso não se firme como um todo para o filme, os gangsteres capangas de Frankie, vestidos de laranja elegantemente durante todo o filme, as caretas de Kai, o amigo bobo Gao Gao, a inocência de Susie, os clichês de chefão de Frankie, o policial magoado que corre atrás desse caso todo; tudo isso e mais um pouco é mostrado em uma situação frenética onde as coisas acontecem rápido, mas sem confundir o espectador. Amber Kuo e Jacky Yao formam um casal magnifico e creio que não tem como não se encantar com os dois, posso dizer de longe são um dos casais mais simpáticos do cinema de Taiwan.

o policial amargurado

Não tem como deixar de falar da trupe de palhaços que são os capangas de laranja que trabalham para Frankie, é como uma versão asiática de os três patetas (apesar de serem mais de três), desde suas funções ridículas, seus planos incrivelmente simples que nunca executam direito até situações derradeiras na história, nada deles é de se levar a sério.

As atuações do filme são um brilho a parte, creio que todos fazem seu grande papel nesse longa, situações tristes como o policial que não da valor a sua companheira mas se sente só no fim das contas, Kai que apesar de ser bem feliz da vida sofre muito por estar longe de sua namorada, os capangas que nos brindam com caretas canastronas; mas acho que a cereja do bolo todo é com toda a certeza Amber Kuo, menina moça que simplesmente arrasa nesse filme, com seu jeito meigo, seu rostinho bonito e aquela voz timidamente rouca  ela conquista o mais exigente dos cinéfilos em apenas alguns minutos do filme, por mais que sua personagem transmita uma inocência que chega as vezes ser improvável, Amber consegue convencer em cada um dos momentos.

O trio de atores mais simpáticos do filme

Um outro aspecto que deve se fazer valer desse filme com certeza é a trilha sonora com sons diferentes orquestrados combina absurdamente com o filme, e deixo a dica para quem gosta de relaxar ouvindo musica ou assistindo a um filme, ouçam ou vejam a trilha sonora desse filme, belas composições não tem como não querer dançar.

um "oi" do gênio do crime (ou quase)

Au revoir Taipei é um filme simples, simpático, que lembra muito a simplicidade de filmes como”Paper Moon”, onde bons atores são essenciais, a atmosfera é tudo, a história não alça vôos muito altos; mas que por fim ao terminar fica aquela senssação de um filme que foi feito para se relaxar, curtir, lembrar das coisas boas da vida, rir um pouco, ver coisas bonitas.

Trailer do Filme: (com ótima trilha sonora)

Um ótimo filme, que está na medida certa para quem procura algo como uma “comédia romântica mais expressiva, nada ousada, tímida e muito bonita”

Nota 10

Anúncios