Review** Hollywood Hong Kong

Começando com a primeira critica do blog estou pegando uma obra que visualizei recentemente e acho que vale uma analise mais afundo.

Dirigido por Fruit Chan

Hollywood Hong-Kong de 2001 é uma obra do diretor Fruit Chan, que sinceramente foi uma surpresa para mim apesar de já ter ouvido muito falar dele em vários outros blogs e fóruns ainda não tinha tido o prazer de ver uma obra dele, pois bem é nessa produção que o diretor se passa pra tudo “diretor, produtor e escritor”, onde ao que pude perceber – não sei se todas suas obras tem esse “parecer” – ele guia a historia assim como os atores e todo o conjunto que compõem a obra evidenciando situações comuns em uma rotina de um grupo de personagens, o que é um estilo que aprecio muito, que pode ser muito bem visualizado em filmes do Wong Kar Wai por exemplo.

Conheça a bela e misteriosa Hung Hung (Zhou Xun)

Mas vamos a historia (o que realmente interessa), o filme narra a historia de um grupo de vizinhos de uma favela que moram em frente ao grande conjunto habitacional chamado Hollywood, nesta favela mora a família Chu uma familia de três homens que sustentam uma venda de carne de porco e são basicamente semelhante aos mesmos, sendo eles realmente o que podemos gentilmente chamar de três “gordinhos” interpretados pelos atores Glen Xin e Ho Sai Man , temos também um cafetão nada trabalhador chamado Keung (Wong Yau Nam), este ultimo como seu oficio exige a caça de novos talentos encontra uma garota se oferecendo para trabalho na internet, logo Keung a contrata, assim somos apresentados a Hung Hungque é interpretada pela ótima Zhou Xun (Confucius e do ótimo The Equation of Love and Death), uma garota cheia de vida e muita sensualidade que facilmente conquista Keung; a garota passa a ter vários relacionamentos amigos com a vizinhança assim como “trabalhar” nela, se envolvendo e seduzindo os dois membros mais velhos da familia Chu, e Keung e um dos clientes de Keung, porém algo de muito estranho tem em Hung Hung, ela da nomes diferentes a cada personagem que ela se apresenta, e muitas vezes ela não cobra por seus serviços… é ae que a história chega num bom ápice.

SPOILERS:

Hung Hung/Tong Tong como é chamada na realidade é uma golpista que engana muito bem em seduzir homens mais velhos depois seu contratante (que o filme não mostra), envia cartas com o Rg da moça para a casa de todas que se aproveitaram da moça a carta mostra uma ameaça de acusação de “abuso contra menores” e que exige compensação monetária com valores exorbitantes, de repente vemos o já excêntrico universo do filme se transformar num carnaval de humor negro, drama e um certo romance, a familia chu fica recebendo cartas, o cliente de Keung envia uma gangue para cortar a mão dele, mas a gangue corta a mão da pessoa errada enquanto Keung assiste a cena, porém logo percebem o erro e cortam a mão do próprio, Keung perde sua mão que é achada pelo membro mirim da familia Chu porém a mão achada é na realidade a errada cortada da primeira vitima pega por engano pela gangue, que por coincidência nesta mão há uma tatoo assim como na antiga mão de Keung.

O que você faria se achasse uma mão esquerda? Tiny Chun ganhou uma graninha!

Keung desesperado leva sua mão morta para a “lunática” Dr. Liu (uma coadjuvante que interpreta um ótimo personagem que transmite a “essência de um picareta”), Keung então tem a mão errada presa a seu braço novamente em uma cirurgia feita “as coxas” no melhor estilo frankstein. Então os membros da família Chu e Keung se vêem obrigados a pagar o valor a cada carta que recebem, querendo se vingar Keung e o filho mais velho do Sr. Chu vão armados com facas ate o Hollywood onde Hung Hung vivia, mas é tarde pois ela foge sem deixar pistas, Keung vendo que ele possuía duas mão esquerdas agora (numa cena terrivelmente cômica), ele pede para arrancarem sua mão pois ele prefere não ter nenhuma.

Hung Hung sofria por ter de fazer isso com eles ela tinha um sonho de uma vida melhor nos Estados Unidos, sonho esse que ela atinge apesar de passar por cima de pessoas inocentes e outras nem tão inocentes assim, no fim ela carinhosamente manda um cartão postal para a família Chu que no fim tem que sair de onde moravam por conta que o governo esta desapropriando suas casas. Um destaque para a piada final do filme que prefiro não estragar aqui apesar de todos esses spoilers.

FIM DOS SPOILERS E VEREDITO:

Hollywood Hong Kong é filme recheado de boas interpretações, ótima direção, uma historia envolvente com um clima muito bom, ambientação realista porém com situações que apesar de possíveis soam como extremamente improváveis, personagens memoráveis desde os principais assim como os coadjuvantes, não tem como não rir das besteiras, enrolações e de toda a convicção que a Dr Liu faz. Um filme que enfatiza o dialogo, a relação entre personagens, temas urbanos numa historia “fria” mas lindamente contada; se você esta querendo visualizar algo com muita ação, grandes estrelas, astros da musica, como varias produções do cinema asiático melhor ficar longe desse filme; mas se você quer ver um filme recheado de situações simples que se desenrolam em um ótimo enredo com um ar de humor negro fica aqui minha grande recomendação e o que também me foi uma grande descoberta desse ótimo realizador, gostaria de finalizar com uma menção honrosa a uma tela de créditos muito muito criativa que inicia a película e demonstra desde os primeiros segundos a genialidade da obra. Não poderia começar o blog com uma nota baixa, uma boa estréia com uma boa obra.

Um filme agradável de se ver com uma ótima história

Comentários são bem vindos 🙂

Nota: 10

Anúncios